Amelia

Eu não sei o que estou fazendo
Corro em círculos e não chego a lugar algum
Eu não quero nem preciso ser salvo
Mas se você me mandar uma luz, vou agradecer

Não sei quem estou me tornando
E isso me assusta
Viver um dia de cada vez se tornou complicado
Vou desaparecer – e você, sentirá minha falta quando eu fugir?

Você andará pelas avenidas à noite
A luz artificial talvez te lembre de mim
Quando estiver no rio e a luz do sol me tocar
Talvez, só talvez, as pedras se façam pesadas

Quando eu estiver velho e der meu último suspiro
E ninguém estiver ao redor
Me lembrarei das vezes
Que você me negou o seu amor

Anúncios
Amelia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s